INTERAÇÃO

Mário Atitude

VOLTAR

Por Heli Gonçalves Moreira

Sócio-diretor da HGM Consultores

Novembro/ 2006.

 

Em recente visita que fiz, convidado por uma empresa prestadora de serviços, a um grande projeto industrial, um enorme contratempo burocrático permitiu demonstrar, na prática, ao meu acompanhante, a diferença de atitude das lideranças internas nas empresas, assunto objeto da reunião programada para aquele dia, com um grupo de executivos das empresas prestadoras de serviços. Ao chegarmos ao complexo industrial em expansão, fomos barrados na recepção, sob alegação de não possuir autorização para o nosso ingresso. Como já estávamos em cima da hora para a reunião e após argumentar, sem sucesso, com o recepcionista, meu acompanhante entrou em contato com o seu pessoal interno, solicitando providências urgentes para a correção do problema. Após uns trinta minutos, apareceu na recepção o Supervisor Administrativo da sua empresa, alegando que ele havia mandado o e-mail para a recepção e, portanto, não tinha culpa do ocorrido. Diante de nossa insistência o mesmo retornou ao seu local de trabalho com a finalidade de buscar cópia do referido e-mail. Nesta altura o horário de nossa reunião já tinha ido para o espaço. Decorridos aproximadamente vinte minutos, surgiu na recepção o Mário, Assistente Administrativo da empresa, dizendo ter tomado conhecimento do nosso problema. Imediatamente dirigiu-se ao Encarregado da recepção da empresa proprietária do complexo industrial, solicitando a liberação de nossa entrada e comprometendo-se em regularizá-la imediatamente após, no que foi prontamente atendido. Este procedimento demorou exatos três minutos e, de acordo com o Mário, graças ao seu bom relacionamento com todo o pessoal da empresa proprietária. Enquanto o Supervisor Administrativo, considerado internamente como eficiente em suas atribuições, preocupou-se em defender-se e buscar uma alternativa burocrática para solucionar o problema, o Mário adotou, com sucesso, uma atitude assertiva, simples e direta. Creio que neste momento Você, leitor do INTERAÇÃO, tenha se lembrado de inúmeras situações similares em sua empresa. O modo de proceder ou agir do Mário é que fez a diferença, salvando nossa reunião. A isto se dá o nome de Atitude Positiva. Atitude Positiva é o que as empresas deveriam desenvolver em todos os seus colaboradores, em especial as suas Lideranças Internas. Afinal é este tipo de comportamento que os clientes internos e externos esperam de seus fornecedores e, convenhamos, nada é mais importante que um cliente satisfeito. Imagine o mundo corporativo e operacional de sua empresa cheio de Mários Atitude, desenvolvendo e mantendo bons relacionamentos, resolvendo problemas, tomando decisões oportunas e imediatas. Estes resultados justificam plenamente investir no desenvolvimento dos comportamentos e atitudes de suas lideranças internas. Parabéns Mário Atitude!


Compartilhe:  Bookmark and Share